O que são infoprodutos e como ganhar dinheiro com eles

o que são infoprodutos

o que são infoprodutos

O que são infoprodutos?

Os infoprodutos são materiais de informação 100% online. Esse formato permite atingir mais pessoas, já que não restringe a uma localização física. Vamos pegar, por exemplo, um curso de marketing digital. Se ele acontece em uma determinada cidade, só será viável para os profissionais que moram lá. Agora, se o conteúdo é distribuído via infoproduto, ele terá um alcance muito maior.

Outro motivo que leva os empreendedores a apostarem nessa modalidade é o seu custo: sem o aluguel de um espaço, e contas básicas como luz e água, fica bem mais barato produzir o conteúdo.

O consumidor também ganha, já que o produto final fica com um preço bem mais em conta.

Tipos de Infoprodutos

Ebooks

É um dos infoprodutos mais comuns, pois sua criação é simples e a distribuição pode ser feita através de links. Eles são muito utilizados principalmente em cursos online, como uma porta de entrada ou teste de conteúdo. A partir do retorno dos clientes, é possível aprimorar o material e usá-lo de base para outros formatos, como videoaulas.

Os escritores podem usar o Google Drive ou o Word para escrever o conteúdo e depois salvá-lo em .pdf  ou .epub.

Os ebooks são utilizados de duas formas: para capturar leads ou venda de material. O segundo caso é mais simples: o autor disponibiliza o link para download em troca de um valor. Quem quiser, pode disponibilizar em plataformas como Amazon para aumentar o público atingido (mas é preciso pagar uma pequena taxa a cada livro vendido, como uma comissão para o site).

Os ebooks também podem ser utilizados para a captura de leads, dados de pessoas interessadas naquele assunto que, em troca dessas informações, recebem algum conteúdo.

A captação de leads é uma estratégia muito eficaz e de baixo custo, ideal para pequenas e médias empresas.

A captura dessas informações permite entender quem é o público que você está atingindo, e assim pensar em estratégias para a conversão.

Podcast

A Associação Brasileira de Podcaster (ABPOD), em parceria com a CBN, fez um levantamento para entender o mercado de podcast no Brasil. Grande parte dos profissionais que consomem esse tipo de produto tem ensino superior completo, e 22% pertence à área de tecnologia. A maioria dos entrevistados foi atraída pela qualidade e diversidade do conteúdo, além da possibilidade de ouvir quando, como e onde quiser. Outro aspecto positivo é que é possível ouvir os programas enquanto realiza outras atividades.

Podcast são parecidos com programas de rádio, mas sem as interrupções de propaganda e com um aprofundamento maior sobre o tema discutido. Servem para se aproximar com o público, e podem ser disponibilizado em plataformas como Spotify.

Videoaulas

O negócio de Ensino à Distância não para de crescer: cerca de 21% por ano. Boa parte desse número é graças aos profissionais que, sem tempo para cursos presenciais, buscam nos formatos online o conhecimento para avançarem nas suas carreiras.

Para quem empreende, esse segmento oferece ótimas oportunidades, a começar pelo seu baixo custo de investimento. As videoaulas podem ser gravadas em um espaço pequeno, como o cômodo de uma casa, com apenas uma câmera. É claro que vídeos de qualidade pedem uma infraestrutura maior, como equipe de edição e equipamentos mais sofisticados, mas um vídeo simples é um bom começo para testar o mercado.

Como vender o seu infoproduto?

Antes de darmos dicas de como vender o seu infoproduto online, é bom esclarecer um ponto que gera muitas dúvidas entre os empreendedores: não é necessário ter um CNPJ para vender pela Internet. Mas, assim como qualquer outro negócio, é preciso justificar seus ganhos e pagar os impostos. Para quem não tem uma empresa regularizada, as tarifas podem ser mais altas. Mas para quem está começando e quer testar esse mercado, pode fazer os procedimentos como Pessoa Física, usando o CPF. Se o seu negócio está crescendo, é recomendado tirar um CNPJ para arcar com menos encargos.

Agora vamos às dicas.

A primeira é escolher o nicho do seu público. Um dos maiores erros dos empreendedores é querer atingir todos – como consequência, os conteúdos ficam rasos e não despertam o interesse das pessoas. Tente restringir o máximo possível e procure diferenciais para se destacar entre as ofertas disponíveis. Depois, é hora de estudar o público-alvo e ver qual é o formato que eles mais consumiram. Faça uma pesquisa detalhada sobre o mercado para analisar oportunidades e, se necessário, crie um formulário para entender as necessidades das pessoas que você quer atingir.

Uma prática bastante usada pelos criados é oferecer parte do seu conteúdo gratuitamente. Isso desperta o interesse e instiga os consumidores a quererem consumir mais, e para isso eles devem pagar. Quem tiver um site próprio pode separar uma área para assinantes com diversos planos, cada um dando um acesso diferente. Essa tática faz com que o usuário veja todas as possibilidades de conteúdo e, se o seu conteúdo o atrair, aumentam as chances de ele se disponibilizar a pagar.

Assimile tudo e mãos à obra!

Agora que você já sabe o que são infoprodutos, você já está pronto para se aventurar no mercado digital. Para os empreendedores, essa é uma ótima oportunidade de investimento, já que é um segmento em expansão e com infinitas possibilidades. Os infoprodutos são uma boa porta de entrada com seus baixos custos de produção e maior alcance de público.

 

Leia também: “E-mail marketing de sucesso – 4 dicas imperdíveis”. Clique AQUI.

Deixe seu Comentário

Acessar Sistema